Garçons-cantores apresentam musicais da Broadway no Brooklyn Restaurante

BrooklInaugurado há 16 anos, em São Paulo, o Brooklyn Restaurante é conhecido pelo seu projeto inovador e moderno, baseado em duas atrações principais: gastronomia e “spots” de musicais. As intervenções com clássicos do jazz, temas de filmes e, principalmente, trechos de musicais da Broadway são cantadas e interpretadas em inglês por garçons que são também jovens profissionais do teatro musical. 

            Charmosa arquitetura

O charme do restaurante começa já na fachada, que reproduz o estilo dos clássicos prédios de três andares com tijolos aparentes e escadas de emergência externas, muito comuns no bairro nova-iorquino do Brooklyn. Já seu interior possui um ambiente clean, com paredes claras, cortinas brancas e mesas em mármore. No salão principal e no mezanino, há espaço para 152 pessoas, em mesas que vão de quatro a 10 lugares.

O nome Brooklyn Restaurante foi uma homenagem ao bairro em que fica localizado e, claro, ao bairro da maior cidade dos EUA. Por isso, a fachada estabelece uma relação lúdica entre os dois bairros de São Paulo e Nova York.

A mistura de música e gastronomia surpreende e se torna o diferencial da casa.

            Programação e história

A partir das 21h, começa a performance dos garçons-cantores. Dirigida por Marco Azevedo (direção musical e cênica), a equipe se apresenta em intervalos de trinta minutos. Do Brooklyn Restaurante já saíram artistas que participaram de peças e musicais como Rent, Lês Miserables, Fantasma da Ópera, Beijo da Mulher Aranha, Mágico de Oz, Rei Leão, Pequena Sereia e “O Musical Mamonas”, como Simone Gutierrez, Marcos Tumura, Andrezza Massei e Ivan Parente. Duas garçonetes cantoras, Raquel Paulin e Ana Araújo, estão no elenco do musical “Mudança de Hábito”.  

             Recentemente no musical “Chaplin”, uma garçonete da casa esteve no elenco: Ana Catharina (essa parou por causa do musical, mas era até há pouco)! Outro espetáculo que contou com dois garçons do Brooklyn foi “Chacrinha, o Musical”: Laura Carolina e Tadeu de Freitas. Marco Azevedo está no elenco da peça que conta a trajetória dos Mamonas Assassinas.

Outra garçonete-cantora da casa, Giovanna Zotti está no elenco de “Mulheres à beira de um ataque de nervos”. E Rafael Marão, até há pouco o diretor-artístico do Brooklyn, está no musical “Wicked”

            A ideia de se fazer o Brooklyn em São Paulo surgiu a partir de uma viagem a Nova York, em 1999, quando os antigos empresários paulistanos estiveram em um restaurante antigo, da década de 30, chamado Asti, onde os garçons durante a noite cantavam operetas, já que a casa era frequentada por grandes estrelas da ópera. Resolveram trazer a ideia, mas adaptá-la para um restaurante mais contemporâneo, onde os garçons cantores se apresentariam cantando e dançando musicais de sucesso da Broadway. “Fomos felizes na época da inauguração, em 1999, já que foi neste período que se iniciou o ‘boom’ dos musicais em São Paulo, com a vinda da CIE e a estreia do musical Rent”, diz Alex Ratto, sócio da casa, que acrescenta: “Agora aproveitamos essa nova fase, com os musicais cada vez mais consolidados como uma atração para turistas a paulistanos, para introduzir novas canções e até novos pratos no restaurante.” 

         Cardápio

O Brooklyn restaurante tem cozinha contemporânea e apresenta um cardápio com toques mediterrâneos e influências do mundo inteiro, composto por opções diferenciadas, entre elas: couvert com pães variados feitos na casa; entradas quentes, como camarão empanado em coco ralado e pimenta calabresa, chutney de manga, salada de salsão, alface americana, morango e redução de balsâmico; e entradas frias, como salada de folhas variadas, tomate confit, queijo coalho com orégano e mel, uvas verdes e molho de iogurte; pratos, como  lombo de cordeiro com molho de cerveja preta e risoto de funghi seco; costeleta de vitela com molho de vinho tinto e risoto de radicchio, gorgonzola, cebolinha e molho demi-glace; e risoto de camarão com bisque, tomate concassé e hortelã; além de aves, como confit de pato com “jus” de aves e especiarias e purê de batata com dois queijos (parmesão e brie); e peixes e frutos do mar, como salmão com gergelim, molho teriyaki e purê de batata com essência de gengibre.

Já nas sobremesas, o cardápio traz 10 opções, entre elas: crepe de nutella com sorvete de creme, tapioca de doce de leite artesanal com coco ralado e sorvete de creme;  e suflê de goiabada com raspas de gengibre e calda de catupiry e leite condensado.

A carta de vinhos conta com mais de 80 rótulos de países como Argentina, Chile, Uruguai, França, Itália, Espanha, Portugal e Brasil

Brooklyn Restaurante
Rua Baltazar Fernandes, 54 – Brooklyn – tel: 11-5533-4999.
Site:
www.brooklynrestaurante.com.br,
Capacidade: 152 lugares.
Horário de Funcionamento: de terça a quinta das 20h à 1h; de sexta a sábado das 20h às 2h
.
Reservas: aceita reservas para todos os dias de terça a sábado, a partir das 20h – as reservas são mantidas até às 21h. Cheques: sim.  Cc: Visa crédito e débito, MasterCard crédito e débito;
Couvert Artístico: R$ 30,00 às terças, quartas e quintas-feiras; R$ 40,00 às sextas-feiras e sábados;
Estacionamento com manobrista (terceirizado):
R$ 25,00 (não trabalham com cartão).

About Dina Barile

Recebi o título de Doutora em Viajologia, depois de viajar por 134 países e pisar em todos os continentes. Sou a primeira e única mulher brasileira a ter estado na ESTRATOSFERA. Experimentei a Culinária de todos os países por onde passei. Expert nos temas Turismo, Gastronomia e Beleza, convido todos os leitores para um Passeio Turístico e Gastronômico por todos os Continentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*