Rock in Rio: Artistas do “Pará Pop” gravam no Red Bull Music Studios faixa inédita para o Sunset

Dona Onete, Fafá de Belém, Gaby Amarantos, Jaloo e Lucas Estrela, se encontraram para gravar pout pourri inédito em uma tarde de muito papo e descontração

Em uma tarde memorável, nem mesmo o frio paulista tirou todo o calor do encontro de gerações entre os conterrâneos paraenses Dona Onete, Gaby Amarantos, Fafá de Belém, Jaloo e Lucas Estrela. Juntos, eles darão vida ao show Pará Pop, no Palco Sunset do Rock in Rio. Nesta segunda, dia 08, se reuniram no Red Bull Music Studios, em São Paulo,  para gravar um pout pourri inédito, que começa com Chama Verequete, seguida por Ilha Marajó, ambas do Mestre Verequete, e finalizando com Banzeiro, de Dona Onete.  A sequência reforça o encontro de estilos que poderá ser visto em 3 de outubro, no Palco Sunset, na Cidade do Rock.

“Ninguém vai ficar parado. A Cidade do Rock vai ferver. Para o público, será um show de ritmos e uma mistura culturas surpreendente”, garante Zé Ricardo, diretor musical, lembrando que “desde que anunciamos esse encontro, o público está ansioso e nós também. Estamos preparando algo memorável e aqui no estúdio já pudemos confirmar isso. Será uma viagem pelos ritmos paraenses e pelas gerações que contam essa história. Será um lindo espetáculo”, celebra.

“Esse show volta a falar em vários ritmos, sem vergonha de absolutamente nada, da necessidade de olhar para o mundo. De olhar para o outro, de ser mais colorido. Estamos falando de pessoas livres, que usam suas vozes e seus corpos para se expressar. Temos um show atemporal, que poderia ser feito a qualquer hora, porque as letras das músicas trazem isso. Minhas letras expressam isso. Colocam vontades e desejos, antes, pouco falados por mulheres. Nos empoderamos e vamos levar este empoderamento para o mundo pela nossa música, que neste show reunirá as gerações em todos os sentidos”, conta Dona Onete, chancelada por seus parceiros de palco logo após sair do estúdio da Red Bull.

O Palco Sunset, no dia 03 de outubro, começa com show de Francisco, El Hombre & Monsieur Periné, seguido por Pará Pop; Emicida & Ibeyi, e, para fechar a noite, Hip Hop Hurricane com Nova Orquestra, Rael Agir, Baco Exu do Blues e Ricon Sapiência.

Além dos tradicionais Mundo e Sunset, o Rock in Rio sempre busca oferecer ao público uma experiência ainda mais inesquecível. Só nesta edição, o festival traz oito novas atrações: Espaço Favela; NAVE- Nosso Futuro é Agora; Fuerza Bruta; Rota 85; a área dedicada à Dance Music – o New Dance Order; além dos palcos Carioca, Highway e o Filtr Live, que vai reunir novos expoentes da música. Ao todo são 16 espaços de atrações ocupando 385 mil m² do Parque Olímpico. Esta é considerada a maior Cidade do Rock de todos os tempos e a edição do festival com o maior número de atrações desde sua criação, em 1985.

Sobre o Rock in Rio? 

O Rock in Rio é o maior evento de música e entretenimento do mundo. Criado em 1985, nasceu com a missão de transformar as pessoas e o mundo a partir da música. Após 34 anos, o evento é parte relevante da história da música mundial e uma plataforma de comunicação que amplifica discursos e usa o poder de sua marca como força motriz para atingir seu compromisso na construção de um mundo melhor.  

?O poder de alcance do Rock In Rio tem números impactantes. O evento já soma 19 edições, 112 dias e 2.038 atrações musicais. Ao longo destes anos, mais de 9,5 milhões de pessoas passaram pelas Cidades do Rock. Em 2017, 143 milhões de pessoas foram alcançadas por conversas espontâneas sobre o Rock in Rio e, somente durante os dias de evento, foram 41,9 milhões de visualizações de vídeos nas redes. Nascido no Rio de Janeiro, o Rock in Rio conquistou não só o Brasil como, também, Portugal, Espanha e Estados Unidos, sempre com a ambição de levar todos os estilos de música aos mais variados públicos. 

?Consciente do poder disseminador da marca, o Rock in Rio pauta-se por ser um evento responsável e sustentável.?Em 2001, reafirmou seu compromisso de mostrar às pessoas que pequenas atitudes do dia a dia são o caminho para fazer do mundo um lugar melhor para todos. Em 2013, foi reconhecido por seu poder realizador ao receber a certificação da norma ISO 20121 – Eventos Sustentáveis. Gerou 212,5 mil empregos diretos e indiretos em todas edições, mais de R$ 100 milhões investidos em causas e a construção de um legado positivo para as cidades por onde passa – formou 3.200 jovens no ensino fundamental, no Rio de Janeiro; colocou 760 painéis solares em escolas públicas, em Portugal; e montou 14 salas sensoriais em ONGs para atender crianças com deficiências mentais e visuais. Os investimentos são provenientes da venda de ingressos e de ações promovidas junto aos parceiros. 

?Em 2016, foi a vez de anunciar o projeto do Rock in Rio Amazonia Live, que já garantiu a restauração de mais de 73 milhões de árvores e acontece em todas as edições do evento até 2019. Além disso, desde 2006, o Rock in Rio se compromete a compensar 100% das emissões de CO2 do evento — com auditoria da Delloite — e investiu num plano de redução de emissões, que incluiu a elaboração de um manual de boas práticas para patrocinadores e fornecedores, o qual vem sendo aperfeiçoado a cada edição e é utilizado até hoje em todos os países onde é realizado. 

About Dina Barile

Recebi o título de Doutora em Viajologia, depois de viajar por 134 países e pisar em todos os continentes. Sou a primeira e única mulher brasileira a ter estado na ESTRATOSFERA. Experimentei a Culinária de todos os países por onde passei. Expert nos temas Turismo, Gastronomia e Beleza, convido todos os leitores para um Passeio Turístico e Gastronômico por todos os Continentes.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*